Friday, March 15, 2013

Gaspar e a "Luz" que foge...

A manhã de hoje trouxe o resultado da Sétima Avaliação da troika. Vítor Gaspar, Ministro das Finanças, no seu mono-tom costumeiro foi dedilhando as notas de uma sinfonia nada harmoniosa. O dia confirmou o que muitos pressagiavam, uma confirmação de um novo afastamento da esperança na recuperação do país, no alcançar da tal Luz ao fundo do túnel.

A troika, na sua infinita sabedoria, terá reconhecido uma série de problemas com realce e sublinhado para o Desemprego. E na sua infinita sabedoria manteve o discurso que "mesmo assim o caminho a trilhar é este, sem desvios, atalhos ou mudanças de rota". A infinitamente sábia troika instruiu Gaspar de que a Austeridade-Tecnocrata-Dogmatizada é para ser seguida, como um crente segue a Bíblia. Com acção e não com interrogação! Pensar será para outros...

E Gaspar, crente fervoroso, lá veio dar as predicas e salmos a uma plateia que o ouvia esperando pelo anúncio da chegada da tal luz ao fundo do túnel... A mesma que chegaria no final de 2012, depois adiada para o final de 2013 e agora protelada para o final de 2014... A mesma plateia que querendo uma nova harmonia acaba por não encontrar o que quer... E assim entre a incerteza de mais erros e a manutenção dos mesmos se explicam sondagens recentes...

Gaspar, que se diga é apenas o rosto de uma Hidra mais vasta, continua a falhar previsões e fazer acertos e ajustes para justificar um caminho que já se provou inglório. Onde a dor e o sacrifício, levam a mais dor e mais sacrifício que desembocam em mais dor e mais sacrifício. E esta espiral perigosa que Gaspar podia romper, vai sendo defendida pelo mesmo Ministro das Finanças que reconhecendo a coragem e o mérito dos portugueses nos premeia com mais castigos.

E a luz da esperança vai fugindo... E Gaspar vai-se escudando em palavras como "Inevitável" e "Inescapável". Mas lá porque o Ministro das Finanças não consegue ver para além da sua Bíblia, do credo que escolheu, não quer dizer que as alternativas não existam. É que elas existem... Mas não as procurem nos partidos, diz-vos o Fidalgo que as soluções estão na rua, nos cidadãos, nos movimentos sociais... É parar para ouvir...

E quando a Bíblia da Austeridade-Tecnocrata-Dogmatizada for rasgada e deitada fora, substituída pela Austeridade Inteligente que disciplina os gastos mas permite a Vida, a luz ao fundo do túnel ficará muito mais perto. É só uma questão que querermos!


No comments: