Tuesday, April 24, 2007

Desculpem a demora, mas eu juro que tenho tentado actualizar o Fidalgo e não tenho tido tempo. Mas vamos ao que interessa, que assuntos nao nos faltam.
Por Portugal passam-se coisas estranhas, nesta República desgastada. Um Primeiro-Ministro que se dizia Engenheiro, mas que se veio a descobrir ser apenas Tecnico de Engenheria e, ao ritmo que as coisas vão, nem isso, se calhar... Veremos! Um Engenheiro que quer controlar os Meios de Comunicação Social, através dos seus assessores... E que, agora, deu o passo seguinte: colocar um dos seus homens a presidir a um grupo que, coincidencia estranha!, tem um canal de televisão.
Autoridade tem limites. Sr. Primeiro Ministro, controle antes a sua Ministra da Cultura, que bem merecia a "reforma" antecipada (antes que se "reforme" [mal] a Cultura)... Há assuntos que o deviam preocupar mais! E ainda me dizem, algumas vozes, que a República funciona? Estou para descobrir onde! Olhem para os exemplos que temos la fora... Republicanos admitam que o vosso plano fracassou e retrocedam... Ainda vamos a tempo!
E lá fora? O que se passa por terras estrangeiras? Façamos um tour por quatro nações, escolhidas presidencialmente... Uma pequena curiosidade!
1.) França - Nicolas Sarkozy e Segolene Royale estão na segunda volta das Presidenciais francesas, as quais tiveram (na primeira volta) uma votação histórica de (quase) 85% dos eleitores inscritos. Esperamos nós que Segolene Royal vença as sondagens e as eleições. Não pelo simples facto de ser a primeira mulher, em toda a História Francesa, a vencer umas eleições; mas porque é a melhor solução. Sarkozy, para os atentos e cautelosos, aproxima o seu discurso do nosso Grande Português. É só escamotear as palavrinhas do senhor... Franceses acordem!
2.) Somália - Mogadísicio continua a ferro e fogo e os Estados Unidos da América, como não poderia deixar de ser, estão a "patrocinar" parte desta atrocidade. Sejamos sinceros os conflitos africanos, na sua maioria, são culpa do colonialismo europeu, que dividiu povos em Estados diferentes. Não seria mais fácil repor as fronteiras dos Estados anteriores à colonização? Até quando a ganancia vai falar mais alto do que a vida humana? Não chega já, meus senhores?
3.) Iraque - Para não falar da barbarie que se tornou, o primeiro Estado a ter Parlamento em todo o mundo (as voltas que a vida dá!); os Estados Unidos da América (sempre os mesmos) pretendem erguer um muro no Iraque ao qual chamam de "barreira de segurança". Senhores, será que Berlim se deslocalizou? Ou estarão os Estados Unidos da América a especializar-se em muros? O muro de Gaz; o plano do muro do México e agora o muro de Bagdad. Nem quero saber o que se segue... Um muro em Washington, para separar o Congresso do Presidente? Só temos que esperar.
4.) Estados Unidos da América - Inevitável! O país que é "a ama" das democracias e que é o "justiceiro" internacional, continua a provar o seu subdesenvolvimento social, ao permitir que seja mais simples comprar uma arma do que uma cerveja. E onde estava a polícia quando o assassino invadiu a universidade? São precisas tantas horas (e tantas mortes) para o deter? Quando vão perceber os Estados Unidos da América, que o faroeste já cabou. Agora só em filmes!
O vosso cavaleiro das palavras,
Fidalgo

1 comment:

Rakel said...

Ui... tanto tempo perdido a colocar online esta entrevista... tempo que podia ser gasto com outros assuntos mais importantes...
A palavra monografia diz-lhe alguma coisa?
:)